10 programas para curtir o friozinho



O inverno chegou, e junto com ele, uma programação completa para você curtir o friozinho em São Paulo! 
Preparamos uma lista de lugares para você aquecer seu coração na estação mais fria do ano.

1. Comer lamen na Liberdade

Você pode até chamar de miojo e dizer que é feio, mas olha, é delícia e aquece a alma! O lamen é um noodle, macarrão mergulhado em caldo, com variações entre shoyu e missô, que inclui alguns ingredientes como carne de porco, cebolinha, kombu (alga), verduras e broto de bambu. O Aska é um excelente custo-benefício dessa maravilha oriental, mas tem também o Lamen Kazu, o Sobaria e muitos outros.


No térreo do prédio da Fundação Cásper Líbero, as quatro salas do Reserva Cultural ganham o público com uma programação voltada a filmes independentes e premiados em festivais internacionais e nacionais.

2. Assistir um filme no cinema

Não é novidade nenhuma ir ao cinema, mas no frio fica ainda melhor. As salas em São Paulo são inúmeras, mas existem algumas onde o conforto é maior. O Cineasta é um destes lugares onde você quer ficar mesmo depois que o filme já acabou.
Outra opção para ver um filme com o seu amor é ir a uma das Salas de Cinema Luxuosas do Centro de São Paulo.  

3. Curtir um bom jazz ao vivo

O som de trompetes, saxofone, piano e baixo parece ficar ainda melhor quando a temperatura está mais fria. O jazz carrega consigo uma atmosfera diferente de qualquer outro show e existem tantas vertentes dentro do gênero, que você pode encontrar uma que te agrade. O Jazz nos Fundos, que fica num pequeno espaço aos fundos de um estacionamento, traz uma programação bacana e ambiente gostoso para ir à dois ou com amigos. O Riviera Bar também conta com noites de jazz, ideais para serem acompanhadas por bons drinks. Mas tem tantos outros, como o charmoso Madeleine Bar e o Sampa Jazz Bar com sua extensa agenda.

4. Pegar um lugar no balcão dos bares

Você pode querer encontrar alguém para se aquecer neste frio ou simplesmente ficar de boa na sua própria companhia. O balcão ainda é visto com um certo preconceito, tachado de “lugar de bêbado” em boteco, o que é sem noção, afinal, este deveria ser o melhor lugar do bar. Alguns bares em SP já estão mudando esse conceito, como é o caso do sempre movimentado Balcão, o sofisticado Frank Bar, e o tradicional SubAstor. Se preferir uma breja, o balcão do Cateto vai bem, e na hora da fome, recorra ao boteco japonês Izakaya Issa, na Liberdade.
Foto: jackiebona

5. Aproveitar os festivais de sopa

As padarias sempre organizam festivais de sopa durante o inverno. Entre os buffets, opções como caldo de mandioquinha, caldo verde, creme de quatro queijos, canjica e muitos outros dividem os olhares do público. A Padaria Brasileira tem festival até o dia 26 de julho, com 10 sabores disponíveis, enquanto a Big Bread Ipiranga tem cerca de 8 opções diariamente, das 18h às 22h30. O Ceagesp também promove, até o dia 30 de agosto, um festival com cinco opções de sopas por noite. Das 18h às 5h, a padaria 24h Galeria dos Pães oferece buffet de sopas com direito a bebidas, quitutes, pães e tortas.

6. Provar um fondue (e tentar não pagar uma nota por isso)

Sim, se é inverno, você certamente vai se deparar com inúmeros anúncios de fondues por aí. Servido quente nas versões doce e salgada, o prato suíço faz um sucesso danado, especialmente entre os casais. O Era Uma Vez um Chalezinho serve a receita na versão rodízio, incluindo Nutella e Lindt entre as opções doces. Tem ainda o Florina, um dos poucos restaurantes suíços da cidade, o Konstanz, o Félix Bistrot, o Manguinha, com um dos preços mais justos, e o Bananeira, com receitas bem originais de fondue, como queijo canastra e brigadeiro de colher.

7. Encarar bebidas quentes

Nós já mostramos aqui algumas cafeterias incríveis em SP. Além do café ficar mais gostoso no frio, dá pra encarar uma bela xícara de chocolate quente e cremoso, ou um chá. A Chocolat du Jour tem diversas delícias com chocolate, incluindo a versão cremosa. O super charmoso Condimento serve chocolate belga quente; o Urbe Café serve o chá Cura Gripe, e Il Barista Cafés Especiais tem capuccino com especiarias e muitas outras opções no menu. Não deixe de ir no Made by Nina provar as sopas de chocolate belga!

8. Dançar com a galera

Está com frio? Então nada de ficar parado! Chame seus amigos e caia na noite paulistana em bares e baladas que são aconchegantes e não só um galpão enorme com música alta. Resumindo cada um em apenas uma palavra, tem o disputado Bar Secreto; a descolada Igrejinha; o confortável Bar Número; o artsy Le Basquiat; o autêntico Z Carniceria; o divertido Bebo Sim e o retrô Suíte Savalas.

9. Ficar no escurinho com seu amor

O amor pede por cantinhos escuros e discretos, porque sabe como é, né. Alguns lugares intimistas tem aquela luz baixa necessária que podem até formar novos casais. Para aproveitar melhor a companhia do seu par, vale anotar esses lugares na agenda: o restaurante e lounge Brown Sugar, os restaurantes Chez Mis e Chez Oscar, o lindo e vintage B.Bar, do mesmo pessoal da B.Luxo, o tradicional Terraço Itália, o aconchegante Ramona, o novo Drosophyla Madame Lili, o Barê e o Sancho Bar y Tapas.

10. Doar e evitar que os outros passem frio 

Está mais do que na hora de tirar aquela blusa que você não usa mais e simplesmente dar a quem precisa. Você pode fazer isso na rua mesmo, levando seu casaco para moradores de rua se aquecerem, ou participar de algumas ações como a Campanha do Agasalho, o Esquenta SP e a Street Store, ação que começou na Cidade do Cabo (saiba mais aqui) e agora chegou ao Brasil. Vai rolar em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

(Fonte: Hypeness)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SIGA O NORMANDIE DESIGN NO INSTAGRAM

@normandiedesign